Home | Adultos | GORDURA NO FíGADO: PERIGO SILENCIOSO, SOLUÇÃO SAUDÁVEL

GORDURA NO FíGADO: PERIGO SILENCIOSO, SOLUÇÃO SAUDÁVEL

Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
image A gordura é um assunto que levanta bastante preocupação

publicidade

A gordura é um assunto que levanta bastante preocupação. E com o fígado não é diferente. O excesso de gordura no fígado, ou esteatose, se não for tratado adequadamente, pode evoluir para cirrose

GORDURA NO FíGADO: PERIGO SILENCIOSO, SOLUÇÃO SAUDÁVEL

Dra. Eloiza Quintela*

Esteatose, também conhecida como Fígado gorduroso, é um achado clínico comum constituído de triglicerídeos e outras gorduras acumuladas nas células hepáticas. Um acúmulo elevado de gordura no órgão compreendendo cerca de 40% do peso do fígado (em oposição a 5% em um fígado normal,pode levar a cirrose hepática. Atualmente é um problema de saúde pública nos Estados Unidos e também em nosso país.

 

A esteatose normalmente é reversível através da simples eliminação da causa; contudo, esta desordem pode resultar em infecções recorrentes ou morte súbita de êmbolos gordurosos no pulmão.

 

Fatores adjuvantes que aceleram a cirrotização do fígado:

 

1-  Alcoolismo crônico é a causa mais comum do acúmulo de gordura no fígado nos Estados Unidos e na Europa, com a severidade da doença hepática  diretamente relacionado com a quantidade de álcool consumido.

2- Desnutrição (especialmente deficiência protéica),

3- Obesidade,

4- Diabetes mellitus,

5-  Distúrbios do colesterol,

6- Drogas tóxicas ao fígado, alguns antibióticos,produtos tóxicos, intoxicações,

           

Seja qual for a causa, a infiltração de gordura do fígado provavelmente resulta da mobilização de gorduras dos tecidos adiposos ou alterações do metabolismo das gordura.

 

Sintomas

1. A maioria dos pacientes são assintomáticos.

2. O sinal mais característico é o aumento do fígado (hepatomegalia) percebido ao exame clínico ou a um método de imagem como ultrassonogrfia.

3. Outros sintomas: dor do lado direito superior do abdome (infiltração rápida), ascite( água na barriga), edema( inchaços), icterícia( amarelo dos olhos ou da pele),

4.  Nos casos de esteatose em graus avançados: Náuseas, vômitos, perda de apetite podem ocorrer, embora menos comuns.

5.  Aumento do baço(Esplenomegalia) geralmente acompanha cirrose.

6.  Pode ocorrer varizes no esôfago( tubo do aparelho gastrointestinal que leva a comida até o estômago),

7.  Ginecomastia transitoria( aumento das glândulas mamárias), e distúrbios menstruais.


Diagnóstico:

Quadro clínico típico - especialmente em pacientes com alcoolismo crônico, desnutrição, diabetes mellitus mal controlado, ou obesidade – suspeitar de gordura no fígado.


A confirmação diagnóstica é dada com a biópsia do fígado onde podemos graduar a porcentagem de acometimento do tecido hepático.

 

 Alguns exames de sangue podem auxiliar no diagnóstico:

1.  Albumina: um pouco baixa

2.  Globulinas: geralmente elevadas

3.  Colesterol: geralmente elevadas

4.  Bilirrubina total e fosfatase alcalina elevadas.

5.  Transaminases: elevadas

6.  Tempo Protrombina: possivelmente prolongado.


Outros achados podem incluir:

anemia, leucocitose(aumento de glóbulos brancos), hiperglicemia ou hipoglicemia( aumento ou redução da glicemia), redução das taxas de ferro, ácido fólico e vitamina B12.

 
Tratamento
A principal atitude é corrigir a doença associada ( diabetes, alterações do colesterol, ou seja, eliminar sua causa. Por exemplo, em caso do álcool, abstinência do mesmo,

No caso de obesidade uma dieta adequada pode começar a corrigir alterações hepáticas dentro de 4 a 8 semanas.

Atividade física de rotina.

 

Algumas considerações

 

·         Fornecer apoio ao paciente e sua família é um elemento importante para o atendimento do paciente com esteatose.

·         Sugerir aconselhamento para os doentes alcoólicos e prestar apoio emocional à família.

·         Ensinar ao paciente com diabetes e sua família sobre o cuidado adequado, tais como o efeito das injeções de insulina, dieta e exercícios.

·         Enfatizar a necessidade da supervisão médica a longo  prazo.

·         Orientar o paciente obeso e sua família sobre a dieta adequada.

·         Advertir contra dietas da moda, que normalmente são nutricionalmente inadequadas. O importante é a reeducação alimentar.

·         Sugerir mudanças na dieta e procurar um nutricionista.

·         Recomenda-se supervisão médica para um paciente que esteja com mais de 20% de sobrepeso.

·         Exercícios físicos, medicamentos antioxidantes,

·         Retirar drogas hepatotóxicas


 

Orientar o paciente que o acúmulo de gordura no fígado é reversível apenas se ele segue estritamente o programa terapêutico, caso contrário, riscos permanentes de maiores danos hepáticos, como a cirrotização do órgão podem ocorrer sendo necessário o transplante de fígado.

 

 

 

 

Mais informações:



* Dra. Eloiza Quintela                                                       

Médica Gastro- hepatologista especialista no tratamento das doenças do fígado

Membro da Sociedade Brasileira de Hepatologia

Contatos: 011-5052-1087 ou 011-3747-3018

http://www.doencasdofigado.com.br/

Última atualização desta página:

Poderá querer ler também sobre
      

publicidade

   

Faça o seu comentário

Luiz Cesar tavares de Alcantara on 24/11/2009 12:41:01
avatar
Dra Eloisa.

Sou portador de gordura no figado, onde neste ultimo mês de outubro completei 1 ( um ) ano que deixei de consumir bebida alcoólica.

Quanto a alimentação, excluir os alimentos gordurosos, mas não eliminei a fritura somente diminui o consumo.

Gostaria de perguntar se existe algum remédio homeopata que possa ajudar na eliminação da gordura no figado.

Aguardo resposta.

obrigado.
Luiz
Thumbs Up Thumbs Down
26
Dra Eloiza Quintela on 30/11/2009 12:59:41
avatar
Tratamento da Gordura no figado:
Olá Luiz, existem antioxidantes naturais: legumes e verduras que contem radicais livres e auxiliam no tratamento.
O ideal é dieta pobre em gorduras, frituras, atividade fisica regular e corriguir disturbios metabolicos: controle da tiroide, do açucar, etc.
Thumbs Up Thumbs Down
11
Regina Dias on 04/01/2010 10:20:38
avatar
Bom dia Dra. Eloiza. Vou iniciar quimioterapia para câncer de mama em 3 dias e no meu US abdome apareceu um pouco de gordura no fígado. Estou tomando protetor hepático (Silimalon) e lhe pergunto se posso tomar alguma "statina" para o colesterol (T=236, VLDL=150) e para os triglicerídeos (247)junto com a químio? Grata por responder.
Thumbs Up Thumbs Down
9
Dra Eloiza Quintela on 04/01/2010 22:26:59
avatar
Regina, o mais aconselhavel é vc tratar sim os disturbios do colesterol acompanhando com seu medico as enzimas do figado, pois sabemos que as estatinas sao hepatotoxicas.
abraços.
Thumbs Up Thumbs Down
1
Ana on 06/01/2010 00:23:05
avatar
tenho gordura no figado,que descobrir a 2 meses,não me alimento de nem um tipo de carnes,mas comia muita batata frita e pipoca todos os dias,será que isso ajudou a gordura aparecer no figado?tem alguma dieta para pessoas que não se alimenta de carnes,qdo digo carnes tbem peixes ,e frango,tenho nojo,grata espero resposta.
Thumbs Up Thumbs Down
7
patricia garutti de moura on 08/01/2010 18:06:12
avatar
OLá Dra,

minha mãe acaba de ter um diagnóstico após ultrassonografia de gordua no fígado nível III. Minha preocupação maior é que uns 4 anos atrás ela passou por uma cirurgia para retirada de um tumor maligno do ovário. Isso pode estar relacionado com Cãncer? Ela teve dores fortes abdominais e do lado, perto da cintura (n sei se é baço)..enfim..e chegou a ter vomitos e muita queimação...Sei que o médico já passou a ela exames mais específicos...
Grata
Thumbs Up Thumbs Down
6
Vanusa on 16/01/2010 11:10:07
avatar
Bom dia Dra, minha sógra está com um cálculos na vesícula e um no pâncreas, tem alguma dieta específica quanto a frutas que ela pode comer?.
Grata,
Thumbs Up Thumbs Down
5
Hélio Carlos de Barros on 27/01/2010 19:05:52
avatar
Fui operado da visícula, porém constatou que tenho infiltração hepática, estou tomando silimalon, mas não sei até quando eu posso tomar isto, se tem contra indicação ou não, e também tenho uma dorzinha chata, talvez um desconforto nas minhas costas no rumo do pulmão, será que pode sr consquencia disto?
Me dê uma solução.
Grato
Thumbs Up Thumbs Down
1
creuzeni valiatti on 31/01/2010 19:04:01
avatar
fiz uma biopsia em 2004 e constou esteatohepatite.faço exames periodicos e as taxas de GAMA GT - 301, TGO-161, TGP-183, triglicerideos-289, colesterol-245, glicose-102.Hoje tenho 46 anos, nunca fumei nem usei bebida alcoolica, porem tinha muita sinusite de repetiçao fazendo uso de antibioticos e corticoides. Em 2007 surgiu mais um problema passei a ter colicas abdominais muito forte acompanhadas de cefaleia muito forte e instantanea, falta de ar, taquicardia e, muito mal esta, uma sensaçao de sufocamento, tontuta, tudo ao mesmo tempo e, depois de um certo tempo vem a diarreia e, tudo começa a melhorar, ja fiz todos os exames para sindrome do carcinoide e feocromocitoma e tudo da normal. Sera que tudo isso tem a ver com o figado? gostaria de saber se tem alguma medicaçao ou alimento que possa melhorar ou estadiar a gordura do meu figado que com o passar do tempo so aumenta, cheguei a fazer uso do ursacol mas tem uns 2 anos que os medicos suspenderam. tenho medo de ter a sirrose. Me de uma ajuda. Grata.
Thumbs Up Thumbs Down
-2
Mara Rita Correa on 09/02/2010 17:10:00
avatar
Tenho um ficante que tem 53 anos e agora descobriu que está com Esteatose no fígado, ele me disse que terá que abstinar das relações sexuais por um período de 3 meses. Isto é verdade e necessário mesmo? Quanto as reportagens vocês estão de parabéns! Aguardo resposta e muito obrigado pela atenção, desde já antecipo agradecimentos.
Thumbs Up Thumbs Down
2
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 next 137 1 - 10
  • email Enviar a um amigo
  • print Versão p/ impressão
  • Plain text Texto
  • Plain text Acompanhe o Conhecer Saude no Twitter




Tags
Info do(a) Autor(a)
image Cirurgiã – Gastro hepatologista Graduada pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia em 1992, fez Residência Médica( 05 anos) em Cirurgia Geral e gastro-cirurgia com Concentração em Cirurgia Hepatobiliar e Transplante de Fígado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Health On the Net Foundation


Publicidade